Páginas

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Arq&Psi_Logomarca

A união da Arquitetura com a Psicologia. Projetos feitos sob medida para você. A sua personalidade prevalece e ajuda na composição dos elementos!


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Companhia de Polícia_Modelo Padrão

Neste projeto a implantação se deu obedecendo os recuos frontal e laterais, o que permitiu a garantia de amplitude para pedestres que trafegam nas adjacências. A CIPM foi deslocada para trás – recuo de 5m - e ofereceu espaço para estacionamento a céu aberto. Inspirado em projetos residenciais contemporâneos, considerando o entorno que foi respeitado, a fachada ostenta um pórtico com jardineira e área de acesso com gradis, o qual é acionado através de campainha. Delimita o espaço, mas não exclui o contato visual, que normalmente se extingue por muros.

O elemento estético citado funciona também como composição dos pilares principais, revestidos em pedra-ferro, os quais assumem a identidade da instituição, junto com o mastro das bandeiras, instalado na parede, brasão e letreiro de identificação. A unidade atua como um grande totem e dispensa outras referências. Os materiais usados na fachada traduzem a força da instituição, ao mesmo tempo em que denotam mais harmonia.


O ambiente interno é bastante funcional. A entrada da CIPM se dá por uma grande porta de vidro temperado, após passagem por gradis com jardineiras. A pele de vidro suaviza a fachada e se torna um elemento de comunicação com a comunidade. Na recepção o visitante pode acessar sanitário e espaço multiuso (como ambiente de espera), além do contato direto com o coordenador de área. A recepção também é o cerne da automação, onde controla o portão principal, câmeras de vigilância e acesso a garagem.

Após passagem pelo primeiro bloco, o programa ganha fluidez. São espaços delimitados e orientados pela rotina do policial. Os vestiários ao fundo garantem a privacidade de seus usuários, bem como possui área para 132 gabinetes (armários). Ainda assim, são comuns às praças e oficiais a fim de fortalecer a união entre os diferentes graus hierárquicos. O almoxarifado com porta reforçada, pensado para ser usado em todo o seu volume, se conecta com o ambiente externo, facilitando a carga e descarga de materiais.

O pátio, espaço mais humanizado, possui área de sombra com o pergolado em madeira, além de bancos para desfrutar do local enquanto aguarda o horário do serviço. A copa, equipada com eletrodomésticos, pia e armários garantem o conforto e a praticidade no horário do almoço. A sala de meios, local de carregamento de material bélico, totalmente em alvenaria de blocos de concreto, porta reforçada e grades, localiza-se próximo dos vestiários, que corrobora o fluxo para a assunção do expediente. Ao lado, situa-se a “caixa de areia”, em ambiente seguro, sem tráfego, para manuseio das armas. O acesso vertical, através de escada metálica, permite o rápido deslocamento para embarque em viatura, em local protegido. Todo o fluxo é desenvolvido sob ótima iluminação e ventilação em virtude das aberturas laterais (portas, janelas em fita e cobogós) e zenital (claraboia). 


No pavimento superior, destinado ao pessoal administrativo, funcionam as salas geminadas dos comandantes, equipadas com banheiros e reservas. O ambiente é na sua maioria vedado por divisórias em drywall e suas seções delimitadas por divisórias baixas em gesso e vidro – conceito de open office. Desta forma, todos os funcionários podem se comunicar. Outro aspecto é o posicionamento central da impressora, que facilita os deslocamentos. Para tirar proveito da claraboia, os ambientes da agência de área e sala de reuniões possuem painel em vidro temperado incolor, com adesivos em frisos.  

Dado o quantitativo de funcionários no local, os materiais especificados garantem uma boa acústica contra ruídos. Ainda assim, o sanitário é exclusivo para o pessoal administrativo, sem que haja necessidade de deslocamento aos vestiários. As aberturas foram posicionadas em todas as laterais do prédio, pois assim pode-se obter o máximo de iluminação natural até o pôr do sol.


O subsolo é constituído por espaço amplo para a guarda das viaturas e academia de musculação, além do STM – Setor de transporte e manutenção. A academia é ventilada por grandes janelões em fita e separada da garagem por divisórias baixas em gesso e painel em vidro temperado incolor, com janelas de correr, com barras de ferro na área externa para proteger de impactos. São 2 vagas para carros e 5 para motos.

Companhia de Polícia

O conceito desta Companhia Independente de Polícia Militar – nomeada como CIPM Padrão -  é de aproximação com a comunidade. Uma arquitetura que tenha harmonia com o entorno e que convide as pessoas. Ainda assim, um partido que prioriza o conforto para os seus usuários de maneira a promover qualidade de vida. Considerando-se a ideologia de CIPM, almeja-se um espaço que fomente a identidade da polícia militar, enquanto arquitetura.

O programa de necessidades atua na criação de infraestrutura adequada para atender os públicos interno e externo. Sendo assim, destaca-se uma arquitetura que se conecta com outros aspectos: contato com entorno, suporte tecnológico e automático. Além disso, um ambiente prazeroso e seguro. A CIPM Padrão – considerando as condicionantes de terrenos diferentes e a ergonomia a ser instalada – possui implantação como fator preponderante, caso seja um partido reconhecido como identidade a ser reproduzida, pois sofrerá ajustes de acordo com a legislação de cada local.




sábado, 26 de julho de 2014

ESCRITÓRIO DE BIOLOGIA (fictício)

Atividade da disciplina Arquitetura de Interiores da Faculdade Ruy Barbosa - nota da atividade: 9.2
Docente: Marcelo Pires.
Proposta: montar um escritório de Biologia em ambiente de 62m². Tema "Mãe Natureza: água, fauna e flora. O cliente atua no ramo de pesquisa e tem em seu quadro de funcionários estagiários de faculdades. 









SKYLINES_PICTURES